A dos días del congreso del partido, Raúl Castro "truena" nada menos que al ministro de las Fuerzas

El Consejo de Estado cubano nombró este jueves como nuevo ministro de ...

Guillermo Lasso aseguró que en su primer día como presidente de Ecuador reducirá los impuestos

Tras imponerse en la segunda vuelta de las elecciones el pasado domingo, ...

La Academia Nacional de Medicina de Venezuela reiteró que Cuba no tiene “verdaderas vacunas” contra

La Academia Nacional de Medicina de Venezuela reiteró este miércoles su alerta ...

Joe Biden anunció la retirada de las tropas estadounidenses de Afganistán: “Es hora de acabar con la

El presidente de los Estados Unidos, Joe Biden, anunció este miércoles la ...

Partidos indicam os 11 senadores titulares da CPI da Pandemia contra Bolsonaro

No Senado, os partidos já apresentaram nomes dos integrantes da CPI da ...

"Nunca fui contra a vacina", diz Bolsonaro ao defender imunização em massa PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Miércoles, 10 de Febrero de 2021 12:27

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta segunda-feira (8/2) que nunca foi contra a vacina anticovid. Em uma mudança de tom, o chefe do Executivo admitiu que a imunização em massa é a solução para uma retomada mais rápida da economia.

 (crédito: EVARISTO SA / AFP)

“Nunca fui contra a vacina, sempre disse ‘passou pela Anvisa, compra’. Tanto é que a CoronaVac passou pela tangente”, alegou. O mandatário completou que o governo está "fazendo o possível": “Estamos preocupados com a vida. Se vacinar, a chance de voltarmos à normalidade na economia aumenta exponencialmente. Queremos isso aí", assegurou.

 

 

Bolsonaro voltou a citar a mãe, Dona Olinda, de 93 anos como um exemplo. Em janeiro, o mandatário afirmou que não sabia se votaria, na decisão familiar, a favor da vacinação da idosa. Hoje, disse que votou ‘sim’.

"Temos um vírus. Não negamos. Temos. Estamos preocupados. Hoje meus irmãos decidiram, estão votando aqui se a minha mãe vai ser vacinada ou não com 93 anos de idade. Eu já dei lá, eu votei lá sim. Com 93 anos deixar ela ser vacinada mesmo com uma vacina aí, não está comprovada cientificamente", contou, desmerecendo a liberação da Anvisa que, só autoriza o uso de imunizantes com eficácia comprovada.

Ainda em janeiro, o mandatário reforçou que não tomaria a vacina e que o indivíduo que recebesse a imunização deveria arcar com os efeitos adversos. "Eu não pretendo tomar vacina sem que ela seja devidamente comprovada cientificamente. Não pretendo tomar. Quem quiser tomar, o governo vai estar à disposição. O governo federal vai fazer campanha sim, mas campanha responsável para o povo se vacinar sabendo aí de todas as possíveis consequências e efeitos adversos."

Em dezembro, Bolsonaro contestou a eficácia dos imunizantes, chegando a dizer que quem receber as doses poderia "virar um jacaré". No mesmo mês, ele afirmou que a eficácia da CoronaVac, "estava lá embaixo".

Ricardo Barros

Em entrevista na última semana, o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), que já foi ministro da Saúde no governo de Michel Temer, disse que pressionaria a Anvisa politicamente e ameaçou “enquadrar” a agência reguladora, caso não houvesse uma maior flexibilização nas regras para aprovação de vacinas contra a doença causada pelo novo coronavírus. Nesta segunda-feira (8/2), ao jornalista José Luiz Datena, Bolsonaro relatou não apoiar a briga com a Anvisa.

"Eu tenho conversado com o Ricardo Barros, converso com ele reservadamente. Ele já foi ministro, já foi líder de outros governos. Ele tem uma liberdade muito grande. Essa briga com a Anvisa eu não apoio. É um órgão autônomo, independente, que tem um papel importantíssimo na saúde pública", concluiu.

CORREIOBRASILENZE


Última actualización el Domingo, 14 de Febrero de 2021 01:39
 

Add comment


Security code
Refresh

Disparados los precios de los alimentos

Indicado en la materia

Por FERNANDO LAVIGNE.- Los precios de los alimentos mantienen su tendencia al alza en Cuba, alcanzando ya en algunos casos un valor cuatro o cinco veces mayor que el que tenían antes del ll...

EE UU debe ayudar a los cubanos como lo

Indicado en la materia

Por MARIO FÉLIX LLEONART BARROSO.- Por los días que se viven en Cuba desde el 1 de enero de 2021, con la puesta en práctica de la denominada "política del Reordenamiento", no...

¿Servirá de algo que Raúl Castro no siga

Indicado en la materia

Por ROBERTO ÁLVAREZ QUIÑONES.- El VIII Congreso del Partido Comunista de Cuba, a celebrarse del 16 al 19 de abril, será muy importante según muchos analistas porque Raúl Castro dejará su cargo de pr...

¿Por qué hay que solidarizarse con la Un

Indicado en la materia

Por LIEN CARRAZANA.- Este 1 de abril José Daniel Ferrer García y más de 40 miembros de la Unión Patriótica de Cuba (UNPACU) cumplen 13 días en huelga de hambre. La policía política recrudece el ce...

Los Golpes de Estado: de Napoleón Bonapa

Indicado en la materia

Por Santiago Cárdenas.-  Fue Malaparte. Curzio. El escritor europeo más influyente y conocido durante la II Guerra Mundial y en los años de sus terribles secuelas, quien en su libro epónimo, ”L...

PATRIA Y VIDA: ¿De dónde son los cantant

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  ¿Raúl tú quieres saber, de dónde son los cantantes? Son de la Habana y cantan en Miami… Tararea todo cubano, de la isla o el exilio, después ...

Los comunistas no tienen competencia par

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  Hay un debate estéril (por inútil) en Cuba, queriendo incorporar herramientas del capitalismo para paliar la hambruna que se avecina, después de un largo período de 62 añ...